Biografia

morenuEm 25 de junho de 1969, na cidade de Cali, departamento do Vale do Cauca Valle, na Colômbia, nasceu David Benadiela Morenu, filho de uma enfermeira (Adiela Moreno Betancourt) e um dentista (Gustavo Rincón Ramírez) . Um mês após seu nascimento a família mudou-se para a cidade de Armênia, capital do departamento de Quindío, onde cresceu e viveu até 1994.

Morenu começou a desenhar aos cinco anos de idade, desenhando tudo o que aparecia ao seu redor. Ele também fez figuras em cera dental antiga que ele ganhou de seu pai. Enquanto sua mãe trabalhava na Clínica São José do  Instituto de Seguros Sociais na cidade de Armênia, durante as tardes e após a escola, Morenu trabalhava por longos períodos dentro do laboratório de próteses dentárias localizado nos fundos da clínica do pai, ajudando-o na elaboração dos modelos de cera das próteses dentárias, com perfeição nos detalhes anatômicos: nascia assim a sua paixão pela escultura.

Em 1978, aos 9 anos, Morenu começou o ensino médio no Instituto Técnico Industrial (I.T.I.) da cidade de Armênia, onde frequentou aulas de desenho técnico e no segundo ano escolheu metal casting como sua área de desenho. concentração, aprendendo como fabricar placas de identificação de edifícios, recipientes, candelabros, cinzeiros e vários objetos em alumínio e bronze, construindo suas primeiras esculturas de figuras humanas através da técnica da “cera perdida”. Por motivos de saúde, Morenu teve que deixar o I.T.I. e a oficina de fundição,  terminando os dois últimos anos do ensino médio no colégio Jorge Isaacs, na cidade da Armênia, onde conheceu o então nascente e hoje grande representante da pintura colombiana Abiezer Agudelo que em 1983 iniciou sua brilhante carreira. De Abiezer Agudelo recebeu grande incentivo para desenhar e pintar e juntos trabalharam durante o período de 1984 – 1985 no estúdio do Abiezer localizado entre as avenidas 13 e 14 da cidade de Armenia. Aos 14 anos de idade, em 1985, participou do primeiro salão de arte infantil e juvenil dos artistas de Quindio na Galeria Roberto Henao Buriticá, da Governação do estado do Quindío. Nesse mesmo ano, participou de oficinas de pintura na cidade de Bogotá com os mestres colombianos Alejandro Obregón, Leonel Gongora, Jim Amaral e Maria de la Paz Jaramillo.

A paixão pela medicina e pelas artes, fez com que MORENU decidisse em 1985 tornar-se cirurgião plástico e trocar o suporte inerte pela matéria viva. Iniciou então a faculdade médica em 1986, Na Universidade del Quindío, instituição pública de ensino superior localizada em Armênia, capital do departamento (estado) del Quindio.

De 1984 a 1992, Morenu participou de duas exposições individuais e quatro coletivas. Devido a estudos médicos, ele foi forçado a ficar longe da cena artística, mas sempre produzindo obras por encomenda.

Obteve diploma médico em 1994 e realizou o ano rural de serviço social obrigatório na Amazônia colombiana na cidade de Puerto Asis, onde teve contato com a cultura indígena, absorvendo elementos presentes até hoje na sua obra, especialmente no tangente às cores.

Em 1996 Morenu viajou a Nova York para realizar pesquisa em artes contemporânea, visitando galerias e museus enquanto executava pinturas que vendia nas ruas internas do Central Park.

Em 1997 Morenu mudou-se para o Rio de Janeiro para cursar especialização em cirurgia geral e cirurgia plástica. Nesse tempo estudou retrato por dois anos com o artista carioca Geraldo Aguiar, com ênfase em pastel seco, mas trabalhando também com carvão, grafite e aquarela.

Em 2004 Morenu foi premiado com o primeiro lugar em pintura na olimpíada nacional de talentos da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica com o trabalho “mentiras da noite”, acrílico e óleo sobre papelão 50 × 70 cm.

Mentiras Vespertinas
Mentiras vespertinas. 2004, Óleo e acrílico sobre cartolina. Coleção particular, MT.

Em 2007 Morenu mudou-se para Brasília, capital do Brasil, onde cursou quatro semestres de licenciatura em artes visuais na Faculdade de Artes Dulcina de Moraes e posteriormente concluiu o Bacharelado em Artes Visuais no Instituto de Artes da Universidade de Brasília.

A partir de 2012, Morenu retornou ao cenário artístico, participando de salões e shows individuais e coletivos no Brasil, Estados Unidos, Europa e Ásia.

Em 2014 Morenu participou de residência artística na Dacia Gallery, em Nova York.

Atualmente Morenu vive e trabalha entre Rio de Janeiro e Brasília, onde possui seu ateliê no Setor Sudoeste.

 

Deixe uma resposta

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.