MINDSCAPES: Paisagens mentais de Morenu

Dentro da corrente neo-expressionista abstrata, os “Mindscapes de Morenu” são obras enigmáticas ricas em contrastes cromáticos, com elementos da abstração informal e por vezes elementos geométricos, os quais geram tensões visuais e conduzem o olhar do espectador em um frenesi de movimentos caóticos, gerando sensações conflitantes, cujo resultado final é influenciado pela temperatura da cor. Estas paisagens mentais foram inspiradas nas quatro estações climáticas e criadas cinestesicamente ao som das  estações de Vivaldi.

Influências dos artistas Gerhard Richter, Asger Jorn, Jasper Johns, Alejandro Obregón e dos Brasileiros Tomie Othake e Iberê Camargo encontram-se presentes nesta poética, combinadas de maneira singular pelo artista.

Deixe uma resposta

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.